pt Português       en English

Centro de Estudos Geográficos da Universidade de LisboaCentro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa
Edifício da Faculdade de Letras
Alameda da Universidade

1600-214 Lisboa
Portugal

Tel: + 351 217940218 / 217965469
Fax: +351 217938690

CEG » Publicações » Geografia dos serviços

Geografia dos serviços

Capa
Autor(es):
ALVES, Teresa
Preço:
12 €
Páginas:
176
Ano Publicação:
2005
ISBN:
972-636-155-9

Encomendar

Índice

0. O porquê de uma Geografia dos Serviços

1. Organização do ensino

1.1. A Geografia dos Serviços no contexto da Licenciatura em Geografia
1.2. Objectivos gerais
1.3. Objectivos específicos
1.4. Métodos de ensino
1.5. Bibliografia e outros materiais de apoio
1.6. Avaliação

2. Organização do programa

2.1. Estrutura do programa
2.2. Planificação das aulas

3. Desenvolvimento do programa

Geografia dos Serviços

0. Introdução

I – SERVIRMOS E DESENVOLVIMENTO

1. Serviços: definir, classificar e medir
1.1. O que são os serviços?
1.2. Como classificar a heterogeneidade?
Sistemas estatísticos inadequados
Tipologias de serviços
1.3. Como medir a evolução e a importância?
1.4. Bibliografia
1.5. Referências bibliográficas recomendadas para leitura

2. Serviços e reestruturação económica e social
2.1. Porque é que crescem os serviços?
2.2. Quais são os factores de mudança na oferta de serviços?
Inovações tecnológicas e um novo modo de produção
Mudanças institucionais
Internacionalização das actividades económicas
Mudanças na escala e na organização dos mercados
Um mercado de trabalho à escala global
Mudanças sociais e políticas
A produção informal de serviços
2.3. Quais são as principais tendências de evolução na procura de serviços?
A procura de serviços pelas empresas
A procura de serviços mercantis pelos indivíduos
A procura de serviços públicos
A procura dos serviços da economia social
2.4. Bibliografia
2.5. Referências bibliográficas recomendadas para leitura

3. Trabalho e emprego nos serviços: reconciliar o económico e o social
3.1. O valor social do trabalho nos serviços
3.2. Uma força de trabalho multifacetada
3.3. Qualificação, produtividade e precariedade
Produtividade em alta
Níveis de qualificação e de remuneração a crescer
Menos empregados e mais trabalho não remunerado
Níveis de instrução médios e elevados
Precariedade a aumentar
3.4. Serviços: o domínio da força de trabalho feminina
3.5. Crescente intensidade em personalidade
3.6. Bibliografia
3.7. Referências bibliográficas recomendadas para leitura

II – SERVIÇOS E TERRITÓRIO

4. Princípios de localização dos serviços
0.1. Como é que as especificidades dos serviços influenciam as localizações?
4.1.1. A natureza da relação de serviço
Quem se desloca?
Qual é o grau de participação do consumidor?
Qual é a frequência do consumo / utilização do serviço?
4.1.2. A natureza dos prestadores e dos consumidores
4.2. Uma heterogeneidade de factores de localização
4.2.1. Factores de localização relacionados com as características
sociais e económicas dos territórios
Contexto económico, político, social e cultural
Mercado de consumo
Transportes e comunicações
Mercado de trabalho
Mercado fundiário e imobiliário
Ambiente económico e social
Quadro de vida
Políticas e intervenções dos poderes públicos
4.2.2. Factores de localização relacionados com a produção
Dimensão das unidades
Organização da produção
Função dos serviços
Ciclo de vida do produto
Natureza da operação de localização
Características e estratégias das empresas
4.3. A complexidade das relações entre serviços e território
Economias de urbanização
Economias de localização
Economias de aglomeração
Deseconomias externas
Recursos territoriais
Uma tipologia das relações entre serviços e territórios
4.4. Os serviços e as políticas de desenvolvimento regional e urbano
4.5. Bibliografia
4.6. Referências bibliográficas recomendadas para leitura

5. Teorias e modelos de localização regional dos serviços
5.1. As abordagens clássicas
Teoria dos lugares centrais
Teoria da base de exportação
5.2. Novos quadros conceptuais: complexidade e novas escalas
Sistemas e redes de aglomerações urbanas
Metropolização
Globalização
5.3. Bibliografia
5.4. Referências bibliográficas recomendadas para leitura

6. Teorias e modelos de localização urbana dos serviços
6.1. As abordagens clássicas
Modelos de utilização do solo
Teorias da renda fundiária
O princípio da diferenciação mínima
6.2. Policentrismo e a periurbanização dos serviços
6.3. Bibliografia
6.4. Referências bibliográficas recomendadas para leitura

III – TENDÊNCIAS RECENTES DE LOCALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS

7. Mudanças na estrutura do emprego dos serviços

8. Os serviços e a produção
8.1. Serviços de apoio à produção
Porque crescem os serviços de apoio à produção?
A importância das grandes empresas
Tendências em termos de localização
8.2. Serviços financeiros: inovação nos produtos e nos modos de consumo
8.3. Serviços às empresas: diversidade e inovação
8.4. Actividades imobiliárias: as novas estratégias da especulação
8.5. Serviços de apoio à produção em Portugal
8.6. Bibliografia
8.7. Referências bibliográficas recomendadas para leitura

9. Os serviços e o consumo
9.1. Serviços de distribuição
9.2. Comércio e reparações de veículos automóveis: estratégias globais
e valorização do local
9.3. Transportes: de factores localização a actividades económicas
9.4. Comunicações: inovação nos modos de produzir e nos produtos
9.5. Serviços de distribuição em Portugal
9.6. Serviços pessoais
Serviços domésticos
Recreio, lazer e cultura
9.7. Os serviços pessoais em Portugal
9.8. Bibliografia
9.9. Referências bibliográficas recomendadas para leitura

10. Os serviços e o bem-estar social
10.1. Os serviços sociais
10.2. Saúde: entre o público e o privado
10.3. Educação: quando a matéria-prima começa a desaparecer
10.4. Acção social: novos tipos de família
10.5. Administração pública: gerir os bens público
10.6.Serviços sociais em Portugal
10.7. Bibliografia
10.8. Referências bibliográficas recomendadas para leitura

11. Os serviços nas áreas rurais em Portugal
11.1. Os serviços crescem nas áreas rurais devido a movimentos da população
O envelhecimento da população
As migrações definitivas – os reformados regressam ao espaço rural
As migrações pendulares – já não são necessário viver próximo do local de trabalho
11.2. As mudanças na agricultura
Diminuição dos activos agrícolas
Os progressos das ciências e das tecnologias e o desenvolvimento
dos serviços de apoio à produção agrícola
11.3. Inovações tecnológicas, efeitos sociais e novas opções para os
espaços de vida
A vulgarização dos meios de transportes individuais
A melhoria da produtividade do trabalho e o crescimento do tempo de lazer
As inovações nas tecnologias de comunicação
11.4. A emergência de novas relações socioculturais
Um discurso favorável aos espaços rurais
O papel das mulheres na valorização dos espaços rurais
A "classe dos serviços"
11.5. Bibliografia
11.6. Referências bibliográficas recomendadas para leitura
I V – BIBLIOG RAFIA

Informação actualizada em 24-05-2010



Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa
Edifício da Faculdade de Letras, Alameda da Universidade, 1600-214 Lisboa, Portugal